Construção civil perde 125 mil empregos em 2017

Construção de Estrada
8 de janeiro de 2018
Câmara de Conciliação Prévia da Construção Pesada é Instalada
18 de setembro de 2018

Construção civil perde 125 mil empregos em 2017

Dados do Sindicato da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV) mostram que o número de pessoas empregadas na construção civil caiu 5% em 2017. Foram 125 mil vagas a menos em relação a 2016, quando houve retração de 14%.

Somente em dezembro, o nível de emprego na construção caiu 2,43% (-59.128 postos) na comparação com novembro.

Com o desempenho negativo no ano, o estoque de trabalhadores no setor ficou em 2,372 milhões em dezembro de 2017, mesmo patamar de 2009.

Ao todo, foram 1,3 milhão de postos de trabalho encerrados na construção brasileira, desde o início da crise, em 2014, disse o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto.

“Para estimular a atividade da construção, o governo deveria tomar medidas como regulamentar distratos, aumentar o crédito, destravar projetos de infraestrutura e impulsionar a habitação popular e as concessões”, afirmou.

Piora
A expectativa é que o setor siga com demissões neste ano. “Não temos uma projeção oficial para 2018, mas deveremos ter uma nova queda, com redução de 100 mil postos. Isso em um cenário sem a reforma da Previdência, que libera verba para investimento”, disse ele à “Folha”

http://www.destakjornal.com.br/seu-valor/detalhe/construcao-civil-perde-125-mil-empregos-em-2017

Os comentários estão fechados.